Contrex – Ma Contrexpérience – 97s (ação publicitária)

“Uma empresa de água mineral lançou uma campanha publicitária genial na França. Nela algumas bicicletas ergométricas foram colocadas em uma calçada e ligadas a uma parede que continha umas luzes (tipo aquelas de natal) e que eram acesas através da energia criada pelo pedalar das bicicletas. Nessa parede aparecia um show de strip-tease de um homem que só se movimentava quando as bicicletas eram acionadas. Veja o resultado.”

Advertisements

A LINGUAGEM NÃO-VERBAL E A COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL

É através da linguagem que são expressados os pensamentos, as ideias e os sentimentos. Existem dois tipos de linguagem: a verbal e a não-verbal. A verbal é a que faz uso das palavras, o que falamos e escrevemos. Por sua vez, a não-verbal transmite a mensagem por outros meios: linguagem corporal, expressão facial, figuras em placas e avisos, linguagem de sinais, gestos etc.. A duas linguagens são simultâneas e nem sempre passam a mesma mensagem. Portanto, para evitar mal entendidos, é importante ter consciência da linguagem não-verbal.

Segundo Feitosa (1987), uma das principais diretrizes para a comunicação eficiente é a empatia, para isso o emissor precisa entrar ‘inteiro’ no processo comunicativo e o mesmo também precisa ser sensível às mensagens emitidas pelo receptor. O processo de comunicação necessita de seis elementos: emissor, mensagem, receptor, referência, canal e um código conhecido por ambos, relata Feitosa. Mas acima de tudo, a maior e principal preocupação de quem vai receber uma mensagem é realmente ouvir o que o outro tem a dizer.

Uma comunicação clara e eficaz é essencial para que as tarefas sejam cumpridas com máxima eficiência dentro da empresa. É importante demonstrar interesse pelo que está sendo dito e escolher o canal adequado para transmissão daquela mensagem, oral ou escrito. Por exemplo, mensagens que possam mostrar algum grau de ambiguidade, devem ser transmitidas oralmente, por telefone ou pessoalmente. Desta forma, há o auxílio da linguagem não-verbal, que auxilia o entendimento, e recebimento instantâneo de feedback. Já as mensagens extremamente objetivas podem ser escritas sem problema algum.

No âmbito empresarial, é possível perceber se um funcionário sente-se realizado ou não com seu trabalho através da linguagem não-verbal. Bom ânimo, produtividade, atenção, energia e bom relacionamento com os colegas são alguns indícios de que ele está feliz com a sua atual situação dentro da empresa. Já o contrário, mau ânimo, baixa produtividade, falta de atenção e de energia e um mau relacionamento com os colegas, pode indicar que ele não está satisfeito com sua posição ou seu trabalho.

A linguagem não-verbal é de tamanha importância que ela sozinha pode passar grande parte da mensagem ou até mesmo uma mensagem inteira. É mister que, dentro de uma empresa, todos esforcem-se para adquirir a habilidade de perceber os sinais que lhes são enviados e de transmitir os sinais corretos. Apesar de não ser possível exercer total controle sobre essa linguagem, grande parte dos mal entendidos são gerados pela falta de atenção e interesse, e sobre isso tem-se total poder.